Home Notícias Empresário é preso em Pariquera-Açu com carro de luxo roubado há 2...

Empresário é preso em Pariquera-Açu com carro de luxo roubado há 2 anos

285
0
SHARE

Dois homens foram presos em flagrante conduzindo um carro de luxo, avaliado em R$ 100 mil, e que havia sido roubado há pelo menos dois anos, em Pariquera-Açu, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo. A ação foi conduzida por agentes da Polícia Rodoviária Feral (PRF), que verificaram que o veículo usava placas clonadas e já havia sido denunciado pelo dono, após o recebimento de multas.

A ação ocorreu no fim da tarde de quarta-feira (13), na altura do Km 461 da Rodovia Régis Bittencourt. Durante consulta aos veículos que passavam pela rodovia, equipes da PRF detectaram um veículo que já havia sido denunciado. Ele recebeu ordem de parada e foi vistoriado.

O motorista, um representante comercial, de 39 anos, afirmou que o carro pertencia ao passageiro, um empresário, de 43. Entretanto, os policiais verificaram que o verdadeiro dono não estava presente, e que o veículo tem registro de Belo Horizonte (MG), e foi roubado em 2016, em Mogi das Cruzes (SP).

Dois homens foram presos em flagrante conduzindo um carro de luxo, avaliado em R$ 100 mil, e que havia sido roubado há pelo menos dois anos, em Pariquera-Açu, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo. A ação foi conduzida por agentes da Polícia Rodoviária Feral (PRF), que verificaram que o veículo usava placas clonadas e já havia sido denunciado pelo dono, após o recebimento de multas.

A ação ocorreu no fim da tarde de quarta-feira (13), na altura do Km 461 da Rodovia Régis Bittencourt. Durante consulta aos veículos que passavam pela rodovia, equipes da PRF detectaram um veículo que já havia sido denunciado. Ele recebeu ordem de parada e foi vistoriado.

O motorista, um representante comercial, de 39 anos, afirmou que o carro pertencia ao passageiro, um empresário, de 43. Entretanto, os policiais verificaram que o verdadeiro dono não estava presente, e que o veículo tem registro de Belo Horizonte (MG), e foi roubado em 2016, em Mogi das Cruzes (SP).

Em depoimento, o empresário disse que o carro foi parte do pagamento de uma venda de roupas, em um comércio popular da capital. Dentro do veículo, os policiais encontraram mostruários de roupas de grife, aparentemente falsificadas, e que costumeiramente são encontradas na região relatada.

LEAVE A REPLY