Home Notícias Muito além das praias e rios, um turismo com 486 anos de...

Muito além das praias e rios, um turismo com 486 anos de história

270
0
SHARE

Praias e rios compõem uma boa parte do roteiro turístico de Itanhaém, com atrativos que promovem o contato com as belezas naturais. Entretanto, a terra de Benedito Calixto oferece mais que uma tradicional combinação entre mar e areia: é um banquete histórico para quem está à procura de turismo religioso. Na Cidade, há monumentos que encantam e narram um pouco da segunda Cidade mais antiga do País, com 486 anos de história.

IGREJA MATRIZ – Também localizada no Centro Histórico, a Igreja Matriz de Sant’Anna foi construída em meados de 1645, mantendo o estilo da época: o colonial. Nela, são abrigados altares do período barroco e importantes exemplares da arte sacra paulista. Uma das obras presentes na decoração é denominada “O Cristo”, do célebre pintor itanhaense Benedito Calixto.

GRUTA – Destino certo de muitos visitantes que querem ter um momento tranquilo e de fé, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes conta com missas campais que atraem centenas de fiéis. A Gruta fica localizada entre a Praia do Cibratel e dos Sonhos, próxima à entrada da Passarela de Anchieta.

MUSEU – Um importante patrimônio histórico do Município, o Museu Conceição de Itanhaém fica na Casa de Câmara e Cadeia. No local estão disponíveis textos, fotos, jornais e documentos que fizeram parte da história da segunda cidade mais antiga do país. O horário de funcionamento é das 11 às 17 horas, de terça a sexta e, das 9 às 17 horas, aos sábados e domingos, na Rua Cunha Moreira, 10, Centro. O telefone é (13) 3426-3682.

PASSARELA – São José de Anchieta foi nomeado o segundo padroeiro da Cidade, já que sua história foi toda desenvolvida aqui. Monumentos e homenagens ao santo estão presentes por todo o Município, mas a Passarela e Cama de Anchieta são os principais locais que lembram o Padre. A primeira segue por cima das rochas por 220 metros, até a segunda, uma formação rochosa que lembra o formato de uma cama. De acordo com a lenda, Anchieta usava essa pedra para meditar, criar poemas e catequizar os índios.

PAINÉIS – Um museu a céu aberto. Essa é a característica dada pelas pessoas que conhecem os Painéis de Anchieta, localizados no alto do Morro Paranambuco. Foram desenhadas nos reservatórios d’água do Morro imagens que contam a história de José de Anchieta, produzidas com pastilhas de vidro. O projeto foi elaborado com a intenção de compor uma sequência de imagens que eternize a trajetória do Padre por Itanhaém.

LEAVE A REPLY