Home Notícias SAMU de Itanhaém recebeu aproximadamente 4.800 trotes de janeiro a agosto

SAMU de Itanhaém recebeu aproximadamente 4.800 trotes de janeiro a agosto

141
0
SHARE

Você sabia que a cada solicitação falsa uma vida deixa de ser socorrida? Sabia também que ocorrências podem mobilizar o deslocamento de outros serviços como a Polícia Militar, a Guarda Civil Municipal e o Corpo de Bombeiros?

Dados capturados do início do ano até o mês atual apontam para 4.821 trotes atendidos pela regional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Itanhaém. Isto significa que até o momento 602 trotes foram atendidos por mês, um total de 20 por dia.

A Central de Regulação do SAMU Regional Litoral Sul de Itanhaém é responsável pelas ligações dos municípios de Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém, Peruíbe e Pedro de Toledo. Todos os dias, a regional recebe mais de 350 ligações. De 1 de janeiro a 9 de agosto, foram registradas 84.433 ligações, sendo 20.141 engano, 25.717 informação, 33.622 regulação médica, 132 transferências de internação e 4.821 trotes.

Tão ágil quanto as ambulâncias deve ser o atendimento telefônico realizado pela central de regulação. Geralmente, durante uma ocorrência, o solicitante não percebe que sua chamada passa por técnicos auxiliares de regulação médica que indicam a emergência e passam imediatamente para o médico regulador. O profissional realiza um diagnóstico primário e classifica a urgência para o deslocamento da unidade móvel.

Todas as ocorrências são classificadas por grau de urgência que correspondem às cores vermelha, laranja, amarela, verde e azul. Sendo vermelha (emergência), laranja (muito urgente), amarela (urgente), verde (urgência de prioridade baixa) e azul (urgência de prioridade mínima).

“As situações relatadas nos trotes, em sua maioria, apresentam risco eminente de morte, o que prejudica o atendimento do serviço emergencial que acolhe toda população. Em casos de ocorrências graves, é deslocada uma unidade de suporte avançado tripulada por um médico intervencionista, um enfermeiro e um condutor socorrista. Quando acontece um falso chamado, uma unidade como esta pode deixar de socorrer um pessoa em estado grave”, explica o coordenador geral da Central de Regulação do SAMU Regional Litoral Sul, Jonatas Freitas Pimentel.

Em 2017, foram registrados 12.583 trotes de um total de 148.998 ligações caracterizadas como engano, informação, regulação médica e transferência de internação. Além de ser considerado crime, todos os números que ligam para a central ficam registrados e a cada ligação o sistema mostra quantas solicitações falsas já foram feitas.

 

Texto e Foto: Comunicação Prefeitura de Itanhaém

LEAVE A REPLY