Home Notícias Audiência pública sobre Termoelétrica é cancelada novamente em Peruíbe

Audiência pública sobre Termoelétrica é cancelada novamente em Peruíbe

700
1
SHARE

A última audiência pública marcada para discutir a instalação de uma usina termoelétrica em Peruíbe,  estava confirmada para ocorrer nesta quinta-feira (28), às 18h. O encontro havia sido cancelado no início da semana, após uma liminar (decisão provisória) obtida pelo Ministério Público.

A Gastrading Comercializadora de Energia S.A informou, no início da tarde, que a audiência estava confirmada. Um novo parecer da Justiça derrubou a liminar inicial, que cancelava o evento em razão da falta de documentação do espaço alugado. “Vai ocorrer com segurança e de forma pacífica”, informou.

No início da manhã, funcionários da empresa estavam na porta do salão Palace Peruíbe, na avenida 24 de dezembro, no Centro, para informar que o encontro havia sido cancelado. Após decisão do juiz Wilson Julio Zanluqui, a organização voltou a preparar o espaço para receber moradores ao final da tarde.

Essa audiência deveria ter ocorrido em 17 de agosto, quando o encontro foi cancelado em razão da quantidade pessoas que acompanhavam o evento, incompatível com o espaço. Algumas horas antes de iniciar a audiência pública de hoje, em torno do espaço Palace, na Av. 24 de Dezembro, perto da Sabesp, o policiamento militar foi intensificado, além de 120 seguranças contratados. Mesmo assim, o espaço interno e externo ficou lotado de pessoas.

Após manifestantes manifestarem ações pacíficas, com apitos, faixas com mensagens de preservação a natureza, camisetas com dizeres “Termoelétrica em Peruíbe Não”, surgiu a informação, durante a audiência, que a mesma estaria cancelada sob medida judicial, proferida pelo Dr. Bruno Nascimento Troccoli.

O juiz alegou ”para definitivamente reiterar a determinação de suspensão da audiência pública agendada para o dia de hoje” e ainda sob pena de multa elevada para R$ 500.000,00.

O fato é que a promotoria do Ministério Público visitou pessoalmente o espaço do evento e constatou diversas irregularidades na segurança do local, principalmente com a ausência de rota de fuga adequada para a proporção de pessoas ali presentes. Após a visita ao local, o MP peticionou as 16h29 o pedido de cancelamento da audiência pública.

Grande parte da população que estava presente na audiência, após a informação de que o evento estava cancelado, comemorou a notícia.

“Os moradores de Peruíbe se uniram e conseguiram vencer mais uma batalha com este projeto que promete acabar com a nossa natureza. Todos estão de parabéns, pois conseguimos isso sem violência, de forma pacífica”, afirmou um morador que prefere não ser identificado na matéria.

Fotos: Reprodução Facebook

Postagem: Lucas Galante

1 COMMENT

LEAVE A REPLY