Home Notícias Desempregada? Veja 4 opções de negócios para começar com R$1.500

Desempregada? Veja 4 opções de negócios para começar com R$1.500

141
0
SHARE

O número de desempregados no Brasil bateu recorde no mês passado. Com 14 milhões de pessoas inativas no mercado de trabalho a situação agravou-se ainda mais com a instabilidade política das últimas semanas.

No entanto, para algumas mulheres o cenário é ainda pior. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a desocupação para o sexo feminino é de 13,8%, enquanto que o sexo masculino representa 10,7%.

Mesmo com uma melhor formação profissional e acadêmica há disparidade no número de contratações e demissões entre ambos. Para se ter uma ideia: 61,2% das trabalhadoras têm 11 anos ou mais dedicados à estudos. Já o sexo oposto essa porcentagem cai para 53,2%.

Na contramão dessa situação há negócios pequenos, porém importantes que podem ajudar a mulher brasileira a vencer esse período de crise e instabilidade, e ganhar até 6 mil reais:

1. Revendedora da Francisca Joias

A rede Francisca Joias é o maior e-commerce de semijoias do Brasil. A marca é referência em atendimento, entrega e engajamento com clientes. O investimento inicial para ser revendedora da loja é de R$ 1.500,00. A revendedora recebe 40% de desconto e este valor mínimo para começar a representar a marca é exigido apenas na primeira compra. As demais compras não há valor estipulado. Além disso, a revendedora faz o treinamento de venda e suporte online para a aquisição das peças. Outros diferenciais é que a marca orienta as revendedora em como revender e facilita o processo disponibilizando fotos e matérias. A rede possui mais de 500 representantes nas 5 regiões do país. Ex-cortadora de cana, Sabrina inspira mulheres a se tornarem micro empreendedoras.

O melhor é que a rede Francisca Joias é muito forte nas redes sociais. Facilitando, dessa forma, a venda das semijoias.

2. Agência de viagens (Vai Voando)

Para representar a marca Vai Voando, agência de viagens voltada para quem reside na periferia dos grandes centros, basta ter um bom espaço e conexão com a internet. É isso mesmo! Não é necessário aporte nenhum no início. Caso você não tenha um bom computador há opções de boas máquinas por R$ 1.500,00. O faturamento médio mensal varia entre 2 e 5 mil reais.

3. Gigatron ( Certificado Digital)

É possível entrar na Gigatron com apenas R$ 300,00 e faturar R$ 2.000,00. O trabalho consiste na emissão e venda de certificados digitais para pessoa física e jurídica. O certificado se tornou obrigatório para qualquer tipo de negócio e deve ser renovado anualmente. Ou seja, não é algo sazonal. Todo o ano as empresas precisam renovar. Pode ser feio home-office.

4. Customização de roupas

Se você tem o dom para costurar este é um segmento que está em ascensão. As pessoas estão cada vez mais ligadas a reutilização e a economia compartilhada. Usar tecidos e fazer um vestuário exclusivo pode lhe render bons clientes. O custo, caso opte por começar o negócio em casa, varia de 1 mil a 1.500,00 reais.

LEAVE A REPLY