Home Notícias Neste domingo saiba onde o eclipse solar será mais visível

Neste domingo saiba onde o eclipse solar será mais visível

434
0
SHARE

No próximo dia 26 de fevereiro, a Lua ficará entre a Terra e o Sol provocando um eclipse solar que vai durar pouco mais de um minuto no momento de plena “escuridão”.

Esse fenômeno muito especial poderá ser visto em parte do hemisfério sul, em particular, no sul do Chile e da Argentina, parte de Angola e no norte de Zâmbia.

Os astrônomos preveem que o eclipse vá produzir uma sombra de milhares de quilômetros, entretanto, apenas numa faixa estreita de 50 km será possível observar o eclipse total, segundo informações do jornal argentino El Clarín.

Ainda de acordo com a publicação, os melhores pontos do globo para observar esse acontecimento espacial serão Puerto Aysén, no Chile, e os povoados de Facundo e Camarones, na província argentina de Chubut.

O Eclipse do dia 26 de fevereiro poderá ser visto do Brasil?

Para a felicidade de muita gente, esse eclipse poderá ser visto parcialmente na maior parte do Brasil. Infelizmente, sua totalidade não poderá ser presenciada em nosso país. Para entender melhor, confira a animação abaixo:

trajetoria e visibilidade do eclipse solar de 26 de fevereiro de 2017 – Créditos: A.T. Sinclair / NASA

Como vocês podem ver, todas as regiões compreendidas pelo grande circulo escuro poderão observar o eclipse parcialmente. Só poderá observar a totalidade do eclipse quem estiver em uma das regiões que será atravessada pelo pequeno ponto vermelho, bem no centro do círculo maior.

Vale dizer que o eclipse solar acontecerá durante duas horas e meia, mas o ponto de maior escuridão durará apenas um minuto e quatro segundos. O fenômeno poderá ser visto na manhã e na meio-dia do dia 26 de fevereiro.

Outra notícia não muito boa é que uma parte da região norte e nordeste do Brasil não terá a oportunidade de apreciar o eclipse solar.

De qualquer maneira, você aqui no sudeste brasileiro pode tentar observar o sol quando o eclipse iniciar. Muito cuidado ao observar o eclipse somente com máquinas fotográficas, ainda mais cuidado usando a ferramenta zoom para aproximar a imagem e observar mais de perto, especialistas oftalmológicos não indicam essa prática.

Fontes: galeriadometeorito.com e revistaencontro.com.br

Postagem: Lucas Galante

LEAVE A REPLY