Home Notícias Conheça o letreiro que virou o novo cartão-postal de Itanhaém

Conheça o letreiro que virou o novo cartão-postal de Itanhaém

490
0
SHARE

A paisagem da Boca da Barra, por si só, já é uma obra-prima. O encontro das águas do Rio Itanhaém com o Oceano Atlântico é um dos locais mais visitados da Cidade. Agora, além das opções esportivas e recreativas do entorno, as pessoas têm um novo local para contemplar: o novo letreiro de Itanhaém.

Criada pelo renomado artista plástico Ronaldo Lopes, também conhecido como “Bico”, de 63 anos, e entregue à população no último fim de semana, a obra tem rendido centenas de curtidas e compartilhamentos nas redes sociais. O autor falou um pouco sobre a sensação de dever cumprido: “Fico contente porque a Cidade está abrindo as portas para a gente explorar esse lado artístico. Itanhaém tem esse perfil cultural, é importante que a gente decore os locais e impulsione essa veia artística. Essa obra aqui dá uma dimensão disso. Recebi vários elogios. Esse tipo de atitude levanta o astral das pessoas que vivem aqui, estimula coisas boas“.

Há mais de 50 anos morando por aqui, Ronaldo, além de artista plástico, é pintor e tem realizado trabalhos “in loco”. É comum encontrá-lo em locais como a própria Boca da Barra, retratando paisagens do nosso cotidiano. O talento dele pode ser visto em diversos pontos de Itanhaém: “O presépio da ladeira (próximo ao Centro Histórico), por exemplo, está intacto por muito tempo e as pessoas contemplam aquilo. Também fiz a estátua de Totó Mendes naquela área, a restauração da estátua em homenagem à novela Mulheres de Areia, entre outros trabalhos”, explica.

Enquanto o autor falava sobre o novo cartão-postal, que será finalizado com alguns retoques nos próximos dias, pessoas apareciam em sequência no local para registrar uma foto. O casal Luciana Seixas, de 28 anos e Edislau Seixas, de 27 anos, moradores de Itanhaém, ressalta a beleza do novo atrativo: “Achamos lindo, esse letreiro está destacando ainda mais esse lindo cenário que é a Boca da Barra. A gente estava passeando pela cidade e decidimos conhecer o hashtag Itanhaém”.

Adriana Diniz, de 26 anos, fala que sua avó, dona Marcelina Pinheiros, de 66 anos, estava curiosa para tirar uma selfie no local. “Ficou maravilhoso. Minha avó não parava de me chamar para vir aqui tirar fotos. O hashtag Itanhaém está aprovado”.

PREOCUPAÇÃO – Enquanto a maioria das pessoas tira suas fotos ao lado ou na frente do monumento, a atitude de alguns tem incomodado Ronaldo. Isso porque o letreiro não foi idealizado para que as pessoas subissem na parte de cima. “Se eu não tivesse colocado uma sustentação com ferros, alguns já poderiam ter se machucado. Minutos atrás (da entrevista), uma pessoa estava colocando a própria filha em cima e eu mesmo alertei para não fazer isso. Pode tirar foto à vontade, deitar no chão, mas esse letreiro não foi feito para subir”.

“Vandalismo existe em todo lugar. Por exemplo, já fui para o exterior e encontrei pessoas que não respeitam o patrimônio público. Acredito que deve haver uma punição para mexer no bolso da pessoa e fazê-la pensar duas vezes antes de cometer esse tipo de atitude”, disse o autor.

De acordo com a Lei Federal nº 12.408, de 25 de maio de 2011, “pichar ou por outro meio conspurcar edificação ou monumento urbano” pode acarretar em detenção, de três meses a um ano, além de multa para o infrator.

Fonte: Comunicação Prefeitura de Itanhaém

Postagem: Lucas Galante

LEAVE A REPLY