Home Notícias Para investigar melhor o tráfico em Itanhaem Polícia Civil usa drone

Para investigar melhor o tráfico em Itanhaem Polícia Civil usa drone

572
0
SHARE

Um veículo aéreo não tripulado e controlado remotamente auxiliou a Polícia Civil a desmantelar uma quadrilha ligada ao tráfico de drogas, no bairro Belas Artes, em Itanhaém.

Por meio do drone, policiais do 2º DP do município identificaram as casas dos suspeitos, o que resultou na apreensão de 11 quilos de entorpecentes e 1,7 litro de lança-perfume.

Quatro pessoas foram presas. Gilvan Gomes Figueiredo, o Miguel, de 26 anos, e a sua mulher, Carla Cristina Pinto Costa, de 31, foram capturados na residência do casal.

Luiz Eduardo Ribeiro, o Mineirinho, de 24, foi preso ao tentar fugir para um mangue. A detenção de Francilene Aparecida de Miranda, a Fran, de 21 anos, ocorreu em sua casa.

Mineirinho carregava no momento da prisão uma mochila contendo 218 porções de cocaína, 466 de crack e 162 de maconha, além de 13 frascos pequenos de lança-perfume.

Revistada com o respaldo de mandado de busca e apreensão, a moradia de Fran era usada para guardar o dinheiro do tráfico e nela foi apreendida a quantia de R$ 3.208,00.

O imóvel de Carla e Miguel servia como depósito de drogas, sendo nele achados 263 tabletes pequenos de maconha, 3.787 cápsulas de cocaína e 175 frascos de lança-perfume.

Turnos de revezamento

Segundo a equipe do delegado João José Peres Neves e do investigador Fábio Castro, os acusados comandavam o tráfico em vielas da Rua Manoel Francisco Lisboa.

Conhecido por Boca do Beco, o ponto de tráfico funcionava 24 horas por dia, em turnos de revezamento. Para o sucesso do esquema, os acusados dividiam as principais tarefas.

Para identificar os envolvidos e descobrir as casas nas imediações que usavam para ocultar as drogas, os policiais recorreram a filmagens feitas com o auxílio de um drone.

Sem o equipamento, as investigações ficariam prejudicadas, porque no ponto de tráfico há todo um esquema de sentinelas para alertar sobre a eventual chegada de policiais.

O grupo foi autuado em flagrante por tráfico e associação para o tráfico. O delegado seccional de Itanhaém, Victor Lutti, supervisionou os trabalhos da equipe do 2º DP.

Postagem: Lucas Galante

LEAVE A REPLY