Home Notícias Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa e chora

Mulher que confessou por WhatsApp ter matado amante é presa e chora

439
0
SHARE

cabelereira

A mulher suspeita de matar o próprio amante a facadas em Itanhaém, no litoral de São Paulo, se entregou a Polícia Civil na tarde desta terça-feira (5) acompanhada por um advogado. De acordo com familiares da vítima, a suspeita o atacou após descobrir a intenção de seu companheiro em terminar o relacionamento.

Joelina Nascimento Lima, de 42 anos, confessou o crime e foi encaminhada para a Cadeia Feminina de São Vicente. De acordo com o delegado Jaime Marcelo da Fonte Nogueira, responsável pelo caso, a suspeita chorou muito ao se entregar e se mostrou bastante triste e arrependida por ter cometido o crime.

Homem foi encontrado morto em Itanhaém, SP (Foto: Arquivo Pessoal)

O caso foi registrado no 3º Distrito Policial de Itanhaém. Joelina foi encaminhada para a Cadeia Feminina de São Vicente, onde ficará à disposição da Justiça.

Ataque de raiva

O crime aconteceu na noite da última terça-feira (28). Vancleves da Silva Lima morreu com duas facadas nas costas e três no peito. Familiares da vítima contaram à Polícia Civil que Vancleves dizia que as discussões estavam se tornando constantes e que ele iria terminar o relacionamento. Na manhã de quarta-feira (29), os policiais encontraram o corpo do homem na cozinha da residência, que fica na Rua José Manoel Lorenzo Leiro, no bairro Nova Cintra.

Após matar seu companheiro, Joelina ainda confessou o crime à família da vítima, por meio do aplicativo de celular WhatsApp. “Discutimos e nos agredimos. Tínhamos bebido. Sempre tinha uma faca ao lado da cama, no caso de alguém tentar entrar em casa. Perdi a cabeça. Chamei a polícia, mas ela não tinha chegado. Então, saí sem rumo”, escreveu Joelina.

O G1 conversou com o delegado Jaime Marcelo da Fonte Nogueira, que afirmou que a mulher chorou muito ao se entregar e se mostrou muito triste e arrependida. O caso foi registrado no 3º Distrito Policial de Itanhaém. Joelina foi encaminhada para a Cadeia Feminina de São Vicente, onde ficará à disposição da Justiça.

Mulher confessou crime pelo WhatsApp (Foto: Reprodução)

Fonte: G1

Postagem: Lucas Galante

LEAVE A REPLY