Home Notícias Jornal BEM-TE-VI entrevista Zeca da Firenze

Jornal BEM-TE-VI entrevista Zeca da Firenze

338
0
SHARE

Nesta entrevista de perfil para saber mais sobre o lado pessoal e profissional de Zeca da Firenze .

Desde quando você visita ou mora em Peruíbe?

Minha família adquiriu casa em Peruíbe nos anos 70, daí em diante vínhamos todos os finais de semana . No ano de 1981 nos mudamos definitivamente para a cidade. Esse ano irá completar 35 anos que resido em Peruíbe.

Neste tempo em diante você casou? Teve Filhos?

Sim, este ano celebro os 30 anos de casado com a Walquiria, frutos desse amor são os nossos três filhos, Brian, Derick e Dennis. Todos criados e estabelecidos aqui em nossa cidade .

Qual é sua profissão ? Há quanto tempo trabalha ou trabalhou nela?

Durante muitos anos me dediquei ao comércio, principalmente no ramo alimentício, especificamente na antiga pizzaria Firenze. Depois tive a oportunidade durante 9 anos de lecionar no Colégio Nossa Sra. da Divina Providência, exercendo a nobre missão de professor, foi um período muito rico e uma experiência apaixonante no convívio diário com alunos e professores. Hoje tenho a grata satisfação de trabalhar em uma parceria com os meus filhos no antigo ramo de negócios da família .

Você contribuiu para a história da cidade em algum momento ?

Penso que todos nós que moramos em Peruíbe, de uma certa maneira participamos da construção da história desta cidade .
Acredito que colaborei e colaboro não só na parte comercial e profissional, mas também em tudo aquilo que puder realizar com seriedade, transparência e retidão. Estou colaborando e desejo imensamente colaborar muito mais com essa história.

O que te motiva continuar vivendo em Peruíbe ?

Peruíbe nos últimos anos, tem se tornado uma cidade desafiadora, tamanha as imensas dificuldades que nós moradores daqui enfrentamos todos os dias: falta de emprego, saúde , segurança, investimento e planejamento. Ao mesmo tempo é uma cidade encantadora, rica em belezas naturais e recursos ainda não explorados.
O que me motiva a continuar vivendo aqui, é saber que podemos ser agentes de transformação, eu acredito firmemente que podemos fazer uma Peruíbe muito melhor, uma cidade que possa trabalhar sua vocação primária que é o turismo, investindo mais em infra-estrutura hospitalar, na melhor gestão dos recursos públicos, uma cidade que possa restabelecer a auto estima do seus moradores, especialmente os menos favorecidos e esquecidos .
Uma cidade que que possa cuidar de sua gente.

 

Postagem: Lucas Galante

LEAVE A REPLY