Home Notícias Oftalmologia nos bairros agiliza atendimento pela especialidade

Oftalmologia nos bairros agiliza atendimento pela especialidade

344
0
SHARE

A Prefeitura de Itanhaém, por meio da Secretaria de Saúde, segue com o projeto de oftalmologia nos bairros. A medida foi tomada após identificação da necessidade, levantada por meio da Secretaria de Saúde Itinerante, em junho do ano passado. A ideia é oferecer a consulta especializada mais próxima da residência de quem precisa, eliminando a fila de espera de oftalmologia do Município.

A consulta oftalmológica é realizada nas Unidades de Saúde da Família (USF) dos bairros, que já possuem o cadastro de pessoas que necessitam da especialidade e são convocadas por telefone ou orientadas pelo agente comunitário de saúde a comparecem na consulta. “O objetivo é resolver a maioria dos problemas, seja refração, que necessite uso de óculos, tratamento de glaucoma, inflamações ou até mesmo detectar diagnósticos mais complexos que necessitem o encaminhamento a outros serviços de referência”, explicou o oftalmologista que faz os atendimentos do projeto, Dr. Douglas Dominguez.

O projeto, que atualmente atende na USF Suarão, já realizou ao todo mais de 850 consultas desde o seu início, contemplando a população das regiões do Gaivota, Guapiranga, Savoy e Loty. O médico esclareceu que a maioria dos diagnósticos são indicações para o uso de óculos, seguido pela detecção da catarata.

Para Deilson de Queiroz de 62 anos, morador do Suarão, a consulta foi muito importante. “O atendimento é excelente. O médico é muito atencioso e competente. Não deixa a desejar em nada se comparado a qualquer outro consultório. É um projeto que tem que continuar nos bairros”.

ORIENTAÇÃO – O oftalmologista explica que as pessoas acima dos 40 anos devem procurar anualmente a consulta e o ideal é que crianças façam a consulta antes do período escolar, para identificar possíveis diagnósticos que costumam atrapalhar o desenvolvimento na escola. “Os professores aqui de Itanhaém estão de parabéns, pois costumam nos encaminhar crianças que estão com dificuldade no aprendizado e descobrimos logo se há alguma dificuldade visual”, salientou o Dr. Douglas.

Texto e Foto: Comunicação Prefeitura de Itanhaém

Postagem: Lucas Galante

LEAVE A REPLY